quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Idoso de 91 anos tricota gorros para doar a moradores de rua


A idade avançada e a doença não são empecilhos para Moorie Boogaart, um simpático senhor americano de 91 anos que dedica seus dias a tricotar gorros para serem doados a moradores de rua. Morrie sofre de um câncer de pele e passa o dia todo deitado na cama de um abrigo para idosos. No seu quarto, ele confecciona os objetos que vão proteger muita gente do frio.

Morrie contou a uma equipe de televisão que aprendeu a tricotar em 2001, quando precisou passar uns dias de repouso depois de fazer uma cirurgia. Foi uma de suas filhas que o ensinou a tricotar. “Existem muitos moradores de rua”, fala Morrie enquanto passa a linhas e as agulhas entre os dedos para fazer outro gorro. Ele conta que não sabe exatamente quantos gorros de lã já fez, mas acredita que o número já passa dos milhares: “Eu já perdi as contas… parei de contar quando passei dos 8 mil”. Por causa do seu delicado estado de saúde, Morrie precisou diminuir seu ritmo e, agora, um gorro demora cerca de dois dias para ficar pronto.

Dentro do seu quarto, o simpático velhinho não reclama de sua vida. Deitado na cama, ele tem de um lado o retrato de sua esposa (já falecida) e uma Bíblia, que já está com as páginas amarrotadas de tão lida e manuseada que foi. “Deus tem um plano para a sua vida. Você pode vê-lo a cada passo que toma. Eu sou o homem dos gorros. Eu só fiz o que gosto de fazer: ajudar as pessoas”, disse Moorie. Perguntado o que o motiva a continuar fazendo os gorros, ele responde: “Porque isso me faz bem”. Morrie está sempre muito alegre e conversa bastante com quem o visita.

Neste vídeo, é possível ver a matéria que a Fox TV fez com esse simpático e bondoso senhor. Infelizmente ele não está legendado, mas as imagens já são suficientes. (Publicado em O Viral)



"Há uma obra a ser feita por nossas igrejas, da qual muitos mal fazem uma idéia, obra até aqui nem tocada, por assim dizer. "Tive fome", diz Cristo, "e destes-Me de comer; tive sede, e destes-Me de beber; era estrangeiro e hospedastes-Me; estava nu, e vestistes-Me; adoeci, e visitastes-Me; estive na prisão, e fostes ver-Me" (Mateus 25:35 e 36). Pensam alguns que, se dão dinheiro para esta obra, isto é tudo quanto deles se requer; mas isto é um erro. A dádiva do dinheiro não pode tomar o lugar do serviço pessoal. É direito dar de nossos meios, e muitos mais o deveriam fazer; é-lhes, porém, exigido o serviço pessoal segundo suas oportunidades e suas forças." (Beneficência Social, p. 189)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...