quinta-feira, 10 de março de 2016

Adventistas entregam rosas e DVD missionário a garotas de programa


Cabelo bem cortado, unha feita, roupas combinando. Como de costume entre as mulheres, ela não revelou sua idade. Mas, talvez, pouco mais de 40 anos. Todos os dias, deixa seus seis filhos e alguns netos em casa para trabalhar. Muitos diriam uma grande mulher, guerreira, digna de homenagens. Tudo normal, não fosse o fato de Kissyla ser uma garota de programa. Na noite da última terça-feira (8), Dia Internacional da Mulher, ela recebeu uma abordagem diferente. O preconceito e o julgamento foram deixados de lado e, através de uma rosa, surgiu um sorriso de um rosto aparentemente sofrido.

O relógio já marcava quase 22 horas, quando um grupo de nove adventistas percorria as ruas de Vitória, capital do Espírito Santo, em busca de garotas “da noite”, um perfil rejeitado pela sociedade. Das esquinas e avenidas, elas se assustavam e se esquivavam de um gesto incomum, mas nobre.

A simples flor vinha acompanhada de uma mensagem, uma palavra de carinho e uma oração. O fato surpreendeu a todas, que agradeciam o carinho quase nunca recebido. “Não esperava, foi uma surpresa”, disse Kissyla, que aceitou receber uma oração. Diferente de todas naquele dia, ela não escondeu seu rosto das fotos e muito menos se esquivou em responder algumas perguntas. “Eu não escondo nada da minha família, eles sabem o que eu faço”, disse.

A coragem que levou a moça a abrir o coração, pode ter sido a chave para que ela assista ao DVD com mensagens bíblicas, entregue junto com a rosa, acredita o organizador do evento, pastor Célio Barcellos. “Essa singela atitude foi um gesto de respeito. Escolhemos uma abordagem diferente, em horário não convencional, para dizer que Jesus também ama cada uma delas”, explicou.

Foi a segunda vez que o grupo de adventistas da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Carapina, na Serra, realiza esta ação. Para quem participa, como o jovem Diego Corrêa, é gratificante romper um ciclo de violência e preconceito vivido pelas garotas. “Queremos mostrar que a igreja se importa com elas e sensibilizá-las com um gesto de carinho”, disse.

Alguns sites e jornais capixabas divulgaram a ação dos adventistas. O jornal impresso A Tribuna e os sites Revista Comunhão, ESHOJE e Portal Tempo Novo publicaram matéria. 

Com informações de Notícias Adventistas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...