terça-feira, 24 de maio de 2016

A falta de ética na política brasileira e a ética cristã


A ética é a parte da Filosofia que estuda os juízos de apreciação referentes à conduta humana suscetível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente a determinada sociedade, seja de modo absoluto. A ética, portanto, é o estudo dos valores que regem a conduta humana subjetiva e social. É o parâmetro que temos para julgar as ações que beneficiam ou prejudicam a vida humana neste mundo e nesta sociedade. A palavra ética tem origem na palavra ethos, que tem a ver com os costumes das pessoas. No latim é traduzida por mos ou mores (plural) que em português é ‘moral’. Ética contém os princípios da base da moralidade nos indivíduos e na sociedade, que leva a uma conduta aceitável para a convivência entre os seres humanos.

O clamor por “ética na política” se faz ouvir em toda parte. Todavia, desconstruído pelo relativismo moral e pelo individualismo de nossos dias, qualquer clamor por “ética na política” carece de fundamentos coerentes que lhe permitam fazer pronunciamentos morais e moralizantes.

Qual a base para se clamar por honestidade, sensibilidade, verdade, sinceridade, integridade e altruísmo na política se estes são conceitos considerados relativos e subordinados ao pragmatismo individualista, conforme a mentalidade de nossa época? Qual a base para se clamar em prol dos oprimidos, excluídos e sem-nada do nosso país se o ser humano é visto como fruto do meio e da seleção natural, onde sobrevivem os mais aptos, leia-se, os mais espertos, independentemente dos meios que se utilizam para isto?

Parece que neste momento da história do Brasil, nossos políticos perderam completamente seus parâmetros éticos. E a impunidade os ajuda no seu esforço de destruir e lançar ladeira abaixo as referências que fazem a vida humana tolerável e serena. Mas acredito, todavia, que a fé cristã oferece as condições necessárias para um clamor coerente por ética na política brasileira.

Vista da perspectiva cristã, a ética pode ser definida como o estudo da vida ética ensinada na Bíblia. A ética cristã em sua essência, é normativa, enquanto a ética secular é mais descritiva. Vai muito além dos costumes, comportamentos ou atitudes, pois tem a ver com o bem e mal revelados nas Sagradas Escrituras, e isso em termos absolutos. Em suma, a ética cristã se distingue da ética secular por se pautar não em padrões humanos de comportamento moral, mas em princípios divinos, ditados pelo próprio Deus, que por sua vez apresentam traços do caráter perfeito do Criador.

É significativo o pensamento de Oscar Wilde sobre ética comparando com caráter: 
“Chamamos de ética o conjunto de coisas que as pessoas fazem quando todos estão olhando. O conjunto de coisas que as pessoas fazem quando ninguém está olhando chamamos de caráter.” 
Esse pensamento é íntimo com o que nós, adventistas do sétimo dia, defendemos: a base de tudo é o caráter, que deve ser semelhante ao nosso Criador. O caráter tem por princípio o amor, que consta de modo prático nos Dez Mandamentos, a Lei de Deus. O amor é o princípio geral que deve ser nossa base para nossa ética de vida. O amor é o fundamento, a ética a aplicação desse fundamento. O fundamento, os outros não podem ver, mas o que fazemos, que é a ética, isso podem ver. 

A ética de Jesus está contida nos Seus ensinos e é ilustrada pela Sua vida. O tema central da mensagem de Jesus é o conceito do “Reino de Deus”. Uma das melhores sínteses da ética de Jesus está contida no Sermão da Montanha (Mateus 5 a 7). Os seus discípulos devem caracterizar-se pela humildade, mansidão, misericórdia, integridade, busca da justiça e da paz, pelo perdão, pela veracidade, pela generosidade e acima de tudo pelo amor. A moralidade deve ser tanto externa como interna (sentimentos, intenções).

Veja o que Ellen G. White, em Jesus, Meu Modelo, na página 162, nos diz sobre a ética de Jesus:
"A ética apontada pelo evangelho não reconhece outro padrão senão a perfeição da mente e da vontade de Deus. Deus requer de Suas criaturas conformidade com Sua vontade. A imperfeição de caráter é pecado, e pecado é transgressão da lei. Todos os atributos virtuosos do caráter se concentram em Deus, formando um todo harmonioso e perfeito. Toda pessoa que aceita a Cristo como seu Salvador pessoal tem o privilégio de possuir esses atributos. Essa é a ciência da santidade. 
Quão gloriosas são as possibilidades que se deparam à raça caída! Por intermédio de Seu Filho, Deus revelou a excelência que o homem é capaz de atingir. Através dos méritos de Cristo, o homem é erguido de sua condição depravada, purificado, e tornado mais precioso que as barras de ouro de Ofir. Ele tem possibilidade de se tornar companheiro dos anjos na glória, e de refletir a imagem de Jesus Cristo, resplandecendo mesmo no magnificente esplendor do trono eterno. Ele tem o privilégio de aceitar pela fé o fato de que através do poder de Cristo ele se tornará imortal." 
A fonte da ética cristã é o caráter de Deus, pois o homem é imagem e semelhança do seu Criador. A conduta moral dos filhos de Deus nos seus relacionamentos reproduz os atributos morais de Deus: A justiça, o amor, a bondade, a verdade, a pureza. Para os cristãos, Jesus Cristo é a encarnação perfeita do mais perfeito conceito de ética, que Ele revelou em todo o seu ministério, cujo ápice está na cruz do Gólgota. Em Filipenses 2:14,15, Paulo demonstra entender essa verdade.
"Fazei tudo sem murmurações nem contendas, para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo."
Os cristãos devem viver a ética cristã como opção pessoal na sua conduta em todos os seus relacionamentos. Pela sua conduta exemplar e pela palavra, denunciar os desvios éticos da sociedade. A mais veemente denúncia contra a falta de ética na sociedade será sempre o viver do cristão conforme a ética de Jesus. É o que o Mestre afirma em Mateus 5:16: 
“Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”.
Não custa sonhar que um dia a fé cristã possa influenciar nosso país, e moldar nossa cultura com uma cosmovisão bíblica, oferecendo as bases morais, espirituais e lógicas para a ética na política.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...