terça-feira, 26 de julho de 2016

Ellen White e 10 atitudes de pessoas que não têm sucesso na vida


1 – Procrastinar 
Empurrar sempre com a barriga aquilo que precisa ser feito e deixar para amanhã, para depois de amanhã, para o mês que vem é um péssimo negócio. Pessoas bem-sucedidas sabem o que querem e por isso planejam seus passos com cautela e cumprem prazos e metas.

Uma das maiores causas da procrastinação é o fato de que as pessoas se sentem sobrecarregadas de alguma maneira e, por isso, acabam deixando de cumprir o que haviam prometido. Como resolver? Quebrando cada tarefa em pequenos deveres mais fáceis de ser resolvidos. A regra é simples e básica: uma coisa de cada vez. O que não pode é continuar adiando seus compromissos.

"Não devemos olhar ao dever e logo adiar seu cumprimento. Esse adiamento dá tempo para dúvidas; insinua-se a incredulidade, é obscurecido o entendimento." (Testemunhos Seletos, vol. 1, p. 487)

2 – Culpar os outros 
Nem sempre conseguimos o que desejamos, e pessoas malsucedidas seguem um padrão nesse sentido: elas acham outras pessoas em quem colocar a culpa. No fundo, essa é uma maneira de não aceitar as responsabilidades de seus próprios atos nem arcar com as consequências das próprias escolhas. Lógico que é mais fácil culpar outra pessoa, mas é também uma forma de se provar irresponsável e sem o controle da própria vida.

Pessoas de sucesso costumam assumir os próprios erros – e não para por aí: elas buscam formas de reparar o estrago que causaram e aproveitam os erros cometidos para aprender com eles.

"O verdadeiro arrependimento levará o homem a assumir a própria culpa e reconhecê-la sem fraude ou hipocrisia." (Testemunhos para a Igreja 5, p. 638)

3 – Viver fazendo suposições 
Nosso cérebro tem a tendência natural de supor coisas quando não tem toda a informação necessária para entender determinados acontecimentos. O problema é que, na maioria das vezes, essas suposições estão equivocadas e, também na maioria das vezes, acabamos acreditando nelas e tomando decisões com base em coisas que sequer existem.

Em termos de sucesso pessoal e profissional, acreditar em suposições é um jeito traiçoeiro de nos fazer perder oportunidades. Em vez de supor, pergunte, demonstre interesse, comunique-se.

"É presunção condescender com suposições e teorias a respeito a assuntos que Deus não tornou claros para nós... Não precisamos entrar em especulação quanto ao nosso estado futuro. O Senhor tomou todas as providências para nossa felicidade na vida futura.” (A Fé Pela Qual Eu Vivo, p. 366)

4 – Falar mais do que ouvir
Você raramente vai conhecer um empresário bem-sucedido que conseguiu chegar à determinada posição sem prestar atenção no que as pessoas da sua área e do seu convívio profissional tinham a dizer. Não é à toa que pessoas malsucedidas são aquelas que adoram falar sobre si e seus feitos, mas que não conseguem ouvir nada do que os outros têm a dizer.

Isso acontece por arrogância e prepotência: são pessoas que se acham tão certas e tão donas da verdade que, para elas, nada do que os outros digam é importante. Vale lembrar, no entanto, do que diz um dos grandes nomes em liderança e empreendedorismo social, Bryant McGill. Para ele, saber ouvir é uma das mais sinceras formas de respeitar alguém.

"Homens que ocupam posições de responsabilidade têm muito que aprender. Quando os homens julgam que suas idéias não possuem falhas, então é tempo de mudarem sua posição de líder para a de aprendiz. Quando pensam que suas idéias e seu julgamento devem ser aceitos sem questionamento, mostram-se incapazes para a posição que ocupam." (Liderança Cristã, p. 21)

5 – Evitar riscos
O medo de assumir riscos e abraçar novos desafios é um grande ladrão de oportunidades. Permanecer a vida inteira na sua zona de conforto é uma forma de nunca ter sucesso, afinal as coisas acontecem de verdade quando você cria coragem e se arrisca. Pode não dar certo de primeira, mas continuar tentando é também outro segredinho relacionado a enfrentar riscos.

"O que significa para nós voar mais alto quando temos uma meta a alcançar ou estamos no meio de uma tempestade na vida? Voar mais alto, ser mais intrépido, enfrentar as dificuldades com mais ousadia, com mais valentia e coragem. Porque há um Deus nos Céus, decide-te a voar mais alto! Ele ajudar-te-á a superar as adversidades..." (Atos dos Apóstolos, p. 211)

6 – Temer a demissão
Em tempos difíceis, ninguém quer ser demitido, realmente, mas é preciso ter em mente que demissões acontecem e que, a partir do momento em que isso acontecer, o que você pode fazer é se organizar para criar novas estratégias e, assim, procurar novas oportunidades. Pessoas que não têm sucesso em suas vidas profissionais são aquelas que, diante de um cenário de demissão, se desesperam e paralisam. Por mais difícil que seja, não faça isso. Aja, se reinvente, mostre a cara.

"Aqueles que desejam o sucesso devem ser corajosos e otimistas. Devem cultivar não só as virtudes passivas, mas as ativas. Deus concedeu-nos faculdades de raciocínio, não para que fiquem inativas ou sejam pervertidas por ocupações terrenas e sórdidas, mas para que sejam desenvolvidas ao máximo, refinadas, santificadas, enobrecidas e empregadas no avanço dos interesses de Seu reino. Nunca penseis que já aprendestes o suficiente, e que podeis afrouxar agora vossos esforços. O espírito cultivado é a medida do homem." (A Ciência do Bom Viver, p. 498)

7 – Inveja
Perder tempo invejando uma pessoa é um péssimo negócio e, definitivamente, é um comportamento típico de pessoas que pensam pequeno e que não têm nem terão sucesso em termos profissionais. O tempo que você perde invejando o sucesso de uma pessoa poderia – e deveria – ser utilizado para que você planejasse seu próprio sucesso. É ou não é algo mais inteligente?

"A inveja não é meramente uma perversidade do gênio, mas uma indisposição que perturba todas as faculdades. O invejoso fecha os olhos às boas qualidades e nobres ações dos outros. Procura ser considerado o melhor e o maior, não mediante heroicos e abnegados esforços por alcançar ele mesmo o alvo da excelência, mas sim ficando onde está e diminuindo o mérito dos outros." (Testemunhos Seletos, vol. 2, p. 19)

8 – Perdendo tempo
Assim como invejar o sucesso de alguém é perder tempo, outras atitudes comuns comem a areia da sua ampulheta sem que você se dê conta e, de quebra, atrapalham a sua vida. Entre as maiores fontes de distração e perda de tempo estão a televisão e a internet – pessoas de sucesso não gastam a maior parte do tempo de que dispõem vendo filmes, programas bobos de televisão, jogando etc.

Não significa que você precise deixar tudo isso de lado – lógico que não! A questão mesmo é saber aproveitar melhor seu tempo com esses meios. Se internet é seu grande vício, procure conteúdos que possam ser úteis de alguma forma e não se permita ficar horas a fio, todo santo dia, assistindo aos vídeos daquele grupo de comédia americano que você adora.

"Há diferença entre recreação e divertimento. A recreação, na verdadeira acepção do termo - recriação - tende a fortalecer e construir. Afastando-nos de nossos cuidados e ocupações usuais, proporciona descanso ao espírito e ao corpo, e assim nos habilita a voltar com novo vigor ao sério trabalho da vida. O divertimento, por outro lado, é procurado com o fim de proporcionar prazer, e é muitas vezes levado ao excesso; absorve as energias que são necessárias para o trabalho útil, e desta maneira se revela um estorvo ao verdadeiro êxito da vida." (Educação, p. 207)

9 – Desejar que os outros se ferrem
Pessoas de sucesso são aquelas que torcem pelo sucesso de seus colegas também – aquelas criaturas que vivem desejando que os outros se deem mal são os que geralmente se dão mal. Isso de torcer pelo fracasso alheio tem muito a ver com insegurança e falta de espírito de equipe, afinal, se seus companheiros estão bem, a empresa fica bem e, por consequência, você também.

"Todos os atos de injustiça, o espírito de ódio e vingança, ou a condescendência de qualquer paixão que leve a atos ofensivos a outrem, ou nos faça mesmo desejar-lhes mal são, em maior ou menor grau, violação do sexto mandamento." (Patriarcas e Profetas, p. 308)

10 – Concentrar-se nas coisas erradas
Ou você se concentra em ter e dividir ideias com pessoas que possam impulsionar a realização dos seus objetivos, ou você se concentra em seus adversários e fica pensando a respeito das atitudes que poderia tomar para que eles se deem mal. Pessoas malsucedidas costumam concentrar suas energias para si mesmas e não para o trabalho em equipe, não para o coletivo. Já as pessoas de sucesso olham para si, mas como uma forma de buscar crescimento. Depois, olham para a própria equipe e buscam alcançar resultados positivos para todos. 

"Cada um deve prostrar-se em seu grupo e em seu lugar, fazendo seu trabalho. Nenhum de vocês precisa temer que o outro ocupe o posto mais elevado. Todos devem ser tratados sem parcialidade e hipocrisia." (Liderança Cristã, p. 69)

(Com informações de Megacurioso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...