quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Projeto Quebrando o Silêncio 2016: Alcoolismo e a violência doméstica


Quebrando o Silêncio é um projeto educativo e de prevenção contra o abuso e a violência doméstica, promovido anualmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em oito países da América do Sul, (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) desde o ano de 2002.

A cada ano esta campanha tem uma ênfase diferente, mas o fundamento consiste em conscientizar as pessoas sobre o respeito às mulheres, às crianças e aos idosos. A campanha se desenvolve durante todo o ano, mas uma das suas principais ações ocorre sempre no quarto sábado do mês de agosto. Este é o “Dia de ênfase contra o abuso e a violência”, quando ocorrem passeatas, fóruns, escola de pais, eventos de educação contra a violência e manifestações na América do Sul. Dia 27 de Agosto será o dia do Quebrando o Silêncio deste ano. Muitas igrejas irão alertar a população sobre o perigo das bebidas alcoólicas e a violência doméstica.

Talvez a relação entre consumo de álcool e a prática da violência não seja novidade para a maior parte de nossos leitores. Basta observar os noticiários que vez ou outra relatam casos de violência envolvendo o consumo desta droga. Contudo, existem outros efeitos do consumo de álcool que silenciosamente roubam a felicidade das famílias. Um deles está relacionado aos prejuízos para a saúde. O álcool afeta o corpo da cabeça aos pés. Cérebro, olhos, coração, pulmões, fígado, estômago, pâncreas, sangue, músculos, todos são afetados pelo consumo do álcool. Seu uso crônico pode levar à impotência sexual, ao desenvolvimento de fibrose, esteatose, cirrose e câncer. Dependendo da dose consumida, a pessoa pode chegar ao coma e até à morte. 

Além daquele que sofre estes prejuízos físicos no organismo em função do consumo do álcool, há sofrimento também para os familiares que acabam convivendo com estes efeitos dentro do lar. Qualquer pessoa que já precisou cuidar de um doente sabe quão triste e desgastante isto é. E quando o doente é um familiar, esposo, mãe, pai, um filho ou um irmão, a tristeza se torna ainda maior. 

Outra forma com que o consumo de álcool rouba a felicidade de tanta gente está relacionada aos inúmeros acidentes que ocorrem no trânsito. Em muitos casos os envolvidos no acidente sofrem lesões, ficam hospitalizados ou até mesmo chegam a morrer. Assim, noites de festa terminam em choro e dor. A verdade é que os sorrisos dados sob a ação do álcool no cérebro não compensam as lágrimas derramadas em função de seus demais efeitos no corpo e na vida. É preciso falar sobre isso, quebrar o silêncio por uma vida com mais sorrisos, e por sorrisos que durem uma vida!

Visite aqui e aqui para conhecer melhor o projeto Quebrando o Silêncio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...