quarta-feira, 28 de setembro de 2016

A Parábola do (des)crente


O reino dos céus é como dois homens, um que cria em Deus e outro que não cria.

O primeiro homem estava envolvido com o preconceito, o ódio e várias outras formas de horror contrários ao amor, onde todas as suas ações culminavam em benefício próprio, e tudo isso enquanto dizia para o mundo, “Eu creio em Deus! Deus está comigo! Deus está do meu lado!”. 

O outro homem olhava para toda a injustiça e abuso feito em nome de Deus, e dizia para si mesmo, “Eu não creio em Deus!”, dedicando sua vida a aliviar o sofrimento do pobre e a defender os oprimidos. Em seu devido tempo, ambos os homens morreram, e no dia do julgamento final, ambos se encontraram ressurretos em pé diante de Deus. 

Gesticulando com sua mão direita, Deus disse, “Venha, meu filho, entre na alegria eterna preparada para você.” O homem que cria em Deus sorriu e deu um passo à frente, mas Deus estendeu sua mão esquerda e disse, “Não, não é você.” e gesticulou para que o descrente viesse. 

O crente começou a argumentar com Deus, “Ei, espere, eu acredite em você, eu fui à igreja, eu doei dinheiro para a tua causa, eu condenei pecadores em teu nome, e até usei apologéticas para provar que os descrentes estavam errados.” E Deus disse a ele, “Eu acho que você está me confundindo com algum outro deus, quem sabe Belzebu. Eu não te conheço e certamente você não me conhece. Afaste-se de mim para as trevas eternas.” 

O descrente, chorando de cabeça baixa, disse, “Mas por que foste tão gracioso para comigo me chamando de filho? Eu não acreditei em Você.” E o Senhor respondeu, “É claro que acreditou. Você acreditou na justiça defendendo o oprimido, acreditou na misericórdia aliviando o pobre, isso é quem de fato EU SOU. Por isso você é o verdadeiro crente. Entre na alegria eterna que preparei pra você."
“Quando o Filho do homem vier em sua glória, com todos os anjos, assentar-se-á em seu trono na glória celestial. Todas as nações serão reunidas diante dele, e ele separará umas das outras como o pastor separa as ovelhas dos bodes. E colocará as ovelhas à sua direita e os bodes à sua esquerda. Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que lhes foi preparado desde a criação do mundo. Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’. Então os justos lhe responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? Quando te vimos como estrangeiro e te acolhemos, ou necessitado de roupas e te vestimos? Quando te vimos enfermo ou preso e fomos te visitar?’ O Rei responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram’. Então ele dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Malditos, apartem-se de mim para o fogo eterno, preparado para o diabo e os seus anjos. Pois eu tive fome, e vocês não me deram de comer; tive sede, e nada me deram para beber; fui estrangeiro, e vocês não me acolheram; necessitei de roupas, e vocês não me vestiram; estive enfermo e preso, e vocês não me visitaram’. Eles também responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome ou com sede ou estrangeiro ou necessitado de roupas ou enfermo ou preso, e não te ajudamos?’ Ele responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês deixaram de fazer a alguns destes mais pequeninos, também a mim deixaram de fazê-lo’. “E estes irão para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna”. (Mateus 25:31-46)
 Artigo: Light Bearers - Ty Gibson / Tradução Livre: Cristãos Cansados 
"Mesmo entre os pagãos existem aqueles que valorizam o espírito de bondade, que tem dado tudo quando é possível dentro de seu poder para os missionários a eles enviados. Eles adoram a Deus em sua ignorância, e a muitos deles a mensagem da luz nunca brilhou, ainda assim eles não irão perecer, pois eles receberão a bênção, pois se engajaram no trabalho de Deus. Muitos que nunca ouviram a mensagem de salvação estão prontos para receber a luz, e Deus concede que eles a recebam clara como os raios da glória. Eles ouviram o mensageiro vivo, que traz a mensagem viva, dizendo: “Esse, pois, que vós honrais, não o conhecendo, é o que eu vos anuncio. O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas; E de um só sangue fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação; Para que buscassem ao Senhor, se porventura, tateando, o pudessem achar; ainda que não está longe de cada um de nós; Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos” (Atos 17:23-28). Quão surpresos e alegres ficarão os corações daqueles humildes entre as nações, e entre os pagãos, ao ouvir dos lábios do Salvador: “Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me hospedastes; estava nu, e me vestistes; enfermo, e me visitastes; preso, e fostes ver-me. Então, perguntarão os justos: Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Ou com sede e te demos de beber? E quando te vimos forasteiro e te hospedamos? Ou nu e te vestimos? E quando te vimos enfermo ou preso e te fomos visitar? O Rei, respondendo, lhes dirá: Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.” (Ellen G. White - The Signs of Times, 7 de Agosto, 1893, p. 3 e 4)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...