quarta-feira, 13 de abril de 2016

Israel permitirá realização de jogos de futebol aos sábados


Após meses de intensa polêmica e discussão entre entidades políticas e de futebol, foi decidido que o campeonato israelense poderá ter jogos aos sábados, dia de descanso para o Judaísmo.

A decisão partiu de um comitê interministerial, estabelecido pela ministra de Esporte e Cultura Miri Reguev (da Likud, partido de direita israelense) e liderado pelo diretor-geral da pasta, Yossi Sharab, que contou ainda com representantes da Associação de Futebol de Israel, organizadores do campeonato, de apostas esportivas, membros do Ministério da Justiça e do sindicato de jogadores.

Foram realizadas diversas reuniões até que a comissão recomendou a criação de um marco legal que permita aos jogadores disputar as partidas e, ao mesmo tempo, busque soluções para aqueles que cumprem o preceito de guardar o sábado.

A querela começou em agosto, quando atletas de clubes da segunda divisão apresentaram um recurso contra a decisão de dirigentes e organizadores do campeonato nacional, de passar realizar jogos também aos sábados, ao invés de apenas segunda ou quinta-feira, como de costume. A medida visava atender aos interesses de patrocinadores e dos canais de televisão que detêm os direitos de transmissão do campeonato.

Já no mês seguinte o assessor jurídico do Governo, Yehuda Weinstein, autorizou os clubes a disputarem partidas aos sábados, evitando assim uma paralisação que era especulada.

A decisão da comissão interministerial vem para encerrar a questão e garantir os jogos no sábado — uma das justificativas apresentadas pela comissão é que ocorriam muitas lesões com jogos na segunda e quinta-feira, datas próximas.

Para os judeus praticantes, o sétimo dia da semana não é como para os brasileiros ou americanos, que buscam fazer coisas diferentes em relação ao meio da semana. O judeu que realmente guarda o sábado não pode fazer quase nada na data. (Com informações do portal da ESPN)

Nota: O bondoso Criador, após os seis dias da Criação, descansou no sétimo dia e instituiu o sábado para todas as pessoas, como memorial da Criação. O quarto mandamento da lei de Deus requer a observância deste sábado do sétimo dia como dia de descanso, adoração e ministério, em harmonia com o ensino e a prática de Jesus, o Senhor do sábado. O sábado é um dia de deleitosa comunhão com Deus e uns com os outros. É um símbolo de nossa redenção em Cristo, um sinal de nossa santificação, uma prova de nossa lealdade e um antegozo de nosso futuro eterno no reino de Deus. O sábado é um sinal perpétuo do eterno concerto de Deus com Seu povo. A prazerosa observância deste tempo sagrado duma tarde a outra tarde, do por-do-sol ao por-do-sol, é uma celebração dos atos criadores e redentores de Deus. (Gênesis 2:1-3; Êxodo 20:8-11; 31:12-17; Lucas 4:16; Hebreus 4:1-11; Deuteronômio 5:12-15; Isaías 56:5 e 6; 58:13 e 14; Levítico 23:32; Marcos 2:27 e 28).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...