quarta-feira, 20 de abril de 2016

Mulher adventista fica sem comer para honrar o sábado na Venezuela


Alguns adventistas do sétimo dia na Venezuela estão lutando para comer por causa do Sábado ou por limitações financeiras, e os salários de pastores têm sido duramente atingidos pela economia instável. Mas os membros da igreja permanecem alegres e fiéis a Deus - e a igreja está crescendo rapidamente, disseram os líderes da Igreja.

Ricardo Marin, um líder de igreja nos países vizinhos da Costa Rica e Nicarágua, disse que foi surpreendido depois de testemunhar em primeira mão como os membros da igreja confiam em Deus, mesmo quando eles não têm qualquer alimento. Marin, que se juntou a 51 pastores da Divisão Inter-americana da Igreja em reuniões evangelísticas na Venezuela na semana passada, conheceu um membro da igreja que não tinha sido capaz de comprar qualquer alimento por mais de uma semana, porque seu dia designado para a compra de alimentos foi o sábado.

"Ela decidiu confiar em Deus, em vez de ir comprar no sábado, e teve que dispensar o alimento", disse Marin, secretário executivo da União Sul-Americana Central da Igreja Adventista. Ele conheceu a mulher enquanto pregava na igreja Adventista em Alto del Aguila, na periferia de Caracas.

"Eu fiquei espantado ao ver todos os nossos membros cheios de amor e dedicados a compartilhar o amor de Deus com o pouco que têm ou não têm", disse Marin. "Eles não se importam se estão com fome. Eles acreditam e confiam em Deus ".

"Deus fez grandes coisas na Venezuela, e nós somos gratos de que existe liberdade religiosa aqui", disse Israel Leito, presidente da Divisão Interamericana, cujo território abrange Venezuela, vários outros países do norte da América do Sul, e os países da América Central e Caribe.

Leito disse que os membros estavam dando - e dando generosamente - seu dízimo e ofertas. No entanto, o valor de dízimos e ofertas em relação ao dólar diminuiu drasticamente em meio às condições econômicas difíceis. O salário de um pastor era o equivalente a US$ 1.400 por vários anos, mas hoje caiu para cerca de US$ 25 por causa da desvalorização da moeda nacional.

Josney Rodriguez, presidente da União Leste da Venezuela, disse que também tinha visto a fidelidade dos membros. Uma mulher contou em sua classe da Escola Sabatina em Caracas, em 09 de abril, que estava louvando a Deus, porque mesmo que ela não tivesse sido capaz de comprar qualquer alimento, ela tinha encontrado duas bananas em sua casa, o suficiente para uma refeição.

"Sua força é a mesma de nossos membros em todo o nosso território da União", disse Rodriguez. "Deus tem nos abençoado imensamente e continua a fazê-lo mesmo com os desafios que estamos enfrentando." (Com informações de Adventist Review)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...