domingo, 22 de maio de 2016

Dia Internacional do Abraço - Bíblia, Pensamentos & Reflexões


O Dia do Abraço, comemorado internacionalmente em 22 de maio, começou pela iniciativa de um homem australiano em 2004, o qual criou a campanha “Free Hugs Campaign”, onde distribuía gratuitamente abraços pelas ruas de Sydney.

Você alguma vez já meditou sobre a importância do abraço? Se você pegar sua Bíblia e lê-la de capa a capa, descobrirá a importância que Deus dá aos relacionamentos, fraternos e amorosos. Deus é um Deus de relacionamentos, e através deles temos a oportunidade de expressarmos amor. E Deus é amor. Ellen G. White nos fala sobre a fraternidade humana no abraço de Deus:
"O santificado amor de uns pelos outros é sagrado. Nesta grande obra o amor cristão mútuo — mais elevado, mais constante, mais cortês, mais abnegado do que se tem visto — preserva a ternura cristã, a benevolência e polidez cristãs e envolve a fraternidade humana no abraço de Deus, reconhecendo a dignidade de que Deus revestiu os direitos do homem. Esta dignidade os cristãos têm de sempre cultivar, para honra e glória de Deus." (Mente, Caráter e Personalidade 1, p. 244)
O abraço, segundo alguns especialistas, faz bem para a saúde psíquica e física. Ele tem o poder de aumentar os níveis de uma substância chamada oxitocina, que tem a particularidade de reduzir os estados de stress e ansiedade, aumentando a felicidade e bem estar das pessoas. O abraço também pode diminuir os riscos de infecções, ajudar quem tem problemas para compartilhar emoções, reduzir a pressão arterial, e até aliviar a dor.

O abraço pode expressar: amor, amizade, companheirismo, proteção, afeto, segurança, apoio, conforto e outros sentimentos. O abraço estabelece uma ligação íntima e saudável entre as pessoas. É um gesto simples, porém carregado de sentimentos. 

Baseado na Bíblia, tentarei passar a importância de abraçarmos uns aos outros. 

Labão e Jacó - Um abraço de boas vindas: 
"E aconteceu que, ouvindo Labão as novas de Jacó, filho de sua irmã, correu-lhe ao encontro, e abraçou-o, e beijou-o, e levou-o à sua casa; e ele contou a Labão todas estas coisas." Gênesis 24:13 
Esaú e Jacó - Um abraço de perdão: 
"Então Esaú correu-lhe ao encontro, e abraçou-o, e lançou-se sobre o seu pescoço, e beijou-o; e choraram." Gênesis 33:4 
Davi e Jônatas - Um abraço de amizade:
"E, indo-se o moço, levantou-se Davi do lado do sul, e lançou-se sobre o seu rosto em terra, e inclinou-se três vezes; e beijaram-se um ao outro, e choraram juntos, mas Davi chorou muito mais. E disse Jônatas a Davi: Vai-te em paz; o que nós temos jurado ambos em nome do Senhor, dizendo: O Senhor seja entre mim e ti, e entre a minha descendência e a tua descendência, seja perpetuamente." 1 Samuel 20:41, 42
Pai e filho pródigo - Um abraço de compaixão:

"A seguir, levantou-se e foi para seu pai. Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou." Lucas 15:20
Maria Madalena, outras mulheres e Jesus - Um abraço de alegria:
"As mulheres saíram depressa do sepulcro, amedrontadas e cheias de alegria, e foram correndo anunciá-lo aos discípulos de Jesus. De repente, Jesus as encontrou e disse: "Salve!" Elas se aproximaram dEle, abraçaram-lhe os pés e O adoraram." Mateus 28:8, 9
Jesus e as crianças - Um abraço de amor: 
"Alguns traziam crianças a Jesus para que Ele tocasse nelas, mas os discípulos os repreendiam. Quando Jesus viu isso, ficou indignado e lhes disse: "Deixem vir a mim as crianças, não as impeçam; pois o Reino de Deus pertence aos que são semelhantes a elas. Digo-lhes a verdade: Quem não receber o Reino de Deus como uma criança, nunca entrará nele". Em seguida, tomou as crianças nos braços, impôs-lhes as mãos e as abençoou." Marcos 10:13-16
Paulo e os anciãos de Éfeso – Um abraço de despedida: 
"Quando Paulo acabou de falar, ajoelhou-se com os irmãos e orou. Então todos choraram muito e abraçaram e beijaram Paulo." Atos 20:34 
Outra passagem bíblica que fala sobre a importância deste ato:
"Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar." Eclesiastes 3:5
Para concluir, fiquemos com estes três lindos pensamentos sobre o abraço:
"Abraço tem que ter pegada, jeito, curva. Aperto suave, que pode virar colo. Alento tenso, que pode virar despedida. Abraço é confissão. Abraço não pode ser rápido senão é empurrão. Requer cruzamento dos braços e uma demora do rosto no linho. Abraço é para atravessar o nosso corpo." (Fabrício Carpinejar)
“O melhor do abraço é o charme de fazer com que a eternidade caiba em segundos. A mágica de possibilitar que duas pessoas visitem o céu no mesmo instante.” (Ana Jácomo)
"O abraço existe para podermos dizer a pessoa que amamos o quanto a amamos sem dizer nada." (Jorge Clésio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...