quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

O culto que ofende a Deus


Convido você a ler e meditar no “desabafo” divino em Malaquias 1. 

Deus está incomodado com o culto que estão oferecendo a Ele:
“O SENHOR Todo-Poderoso diz aos sacerdotes: - O filho respeita o pai, e o escravo respeita o seu senhor. Se eu sou o pai de vocês, por que é que vocês não me respeitam? Se eu sou o seu senhor, por que não me temem? Vocês me desprezam, mas mesmo assim perguntam: 'Como foi que te desprezamos?' (Malaquias 1:6)
1) Ele está ofendido por causa dos sacerdotes. Antes que você tenha tempo para respirar aliviado, eu já trago as más notícias: se você é cristão, você pode ser o alvo dessa reclamação.

Você é um sacerdote (1 Pe 2:5,9; Ap 1:6 e 5:10). Todos os cristãos são sacerdotes, e Lutero deixou essa mensagem em evidência. Então, recolha o seu “dedinho acusador”, sente-se e ouça com atenção, pois Deus está falando com você e não apenas com os pastores.

Os motivos são: falta de respeito, falta de temor e desprezo. No entanto, tudo gira em torno do culto a Deus. Aqui o Senhor leva em conta as formas e intenções, a aparência e a essência.
“E me ofendem também porque pensam que não faz mal me oferecerem animais cegos, aleijados ou doentes. Pois procurem oferecer um animal desses ao governador! Acham que ele o aceitaria com prazer e atenderia os seus pedidos? Eu, o SENHOR Todo-Poderoso, falei.” (Malaquias 1:8)
2) Ele se ofende quando lhe oferecemos coisas toscas que não representam o melhor que possuímos. Para ilustrar: o meu melhor tempo, meus melhores recursos, meu melhor esforço, minha melhor roupa, meu melhor sorriso eu gasto com todo mundo. O que sobra eu dou pra Deus, sob a desculpa de que ele me conhece eu devo ser sincero com Ele. Ok. Seja sincero com Ele. Mas no momento, Ele está sendo sincero com você: “não me ofenda com porcarias.”

Muito poderia ser dito sobre a causa desse nosso comportamento. Mas eu deixo aqui uma pergunta de minha própria experiência: por que uma igreja tem um antigo som “3 em 1”, com microfones velhos que não funcionam, carpetes rasgados e malcheirosos?

A resposta pode variar, mas o fato é que nas casas dos membros você encontra som de última geração, “Home Theather 7.1” e salas climatizadas. Se uma igreja caindo aos pedaços refletir a realidade sócio-econômica de seus membros, tudo bem. Mas quando há uma diferença entre casas luxuosas e igrejas aos cacos, com certeza a reclamação de Deus se aplica.

Outro exemplo de minha própria experiência: músicos que se matam de tanto ensaiar para aquela apresentação que vai ‘bombar’ no teatro, mas ficam com frescura quando a apresentação é na igrejinha da periferia.

Outro: pregadores que literalmente reservam bons sermões para grandes auditórios. Alguns retém ilustrações, experiências e boas aplicações para oportunidades de maior ibope.
“O SENHOR Todo-Poderoso diz aos sacerdotes: - Gostaria que um de vocês fechasse as portas do Templo. Assim vocês não acenderiam mais fogo inutilmente no meu altar. Eu não estou satisfeito com vocês; não vou aceitar as suas ofertas.” (Malaquias 1:10)
3) Ao contrário do que muitos imaginam, Deus prefere culto nenhum do que culto feito de qualquer maneira. Seria melhor fecharem a porta do Templo do que continuarem ofendendo a Deus com aquela palhaçada religiosa inútil. Esse verso é tão claro e pesado, que se eu tentar explicá-lo vou acabar amenizando. Então sinta o peso aí você!
“Mas vocês me ofendem quando pensam que têm o direito de profanar o meu altar e que os sacrifícios que oferecem não valem nada.” (Malaquias 1:12)
4) Aqui cabe uma adaptação à nossa realidade cristã: altar e sacrifícios para nós representam nosso serviço de adoração (Hb 13:15). Responda para você mesmo: quantas vezes já teve a impressão que cultuar é uma bobagem? Quantas vezes o pensamento “às vezes é melhor adorar a Deus no meu quarto do que ir à igreja” adormeceu a sua consciência pesada? Quantas vezes você fez coisas de última hora no culto, sem preparo (o problema é a falta de preparo, e não tanto o ser de última hora)? Ofendemos a Deus quando pensamos assim.

E agora a minha parte preferida (e a mais dolorida):
"Vocês dizem: 'Já estamos cansados de tudo isso!' e riem de mim e me tratam com desprezo. E ainda me oferecem um animal roubado ou um animal aleijado ou doente. Vocês acham que eu, o SENHOR, vou aceitar isso?" (Malaquias 1:13)
5) Precisa explicar? Pelo menos um detalhe: nenhum cristão em sã consciência zomba assim de Deus. Isso acontece por que representamos enfadonhamente um papel numa encenação semanal chamada de “culto”. O problema é: Deus conhece os atores por trás dos personagens, e já viu essa peça infinitas vezes. Se tem alguém cansado de alguma coisa aqui, com toda certeza, é Ele. Lembre-se disso quando reclamar mentalmente de cansaço e fizer piadas a respeito do seu serviço a Deus.
"Maldito seja o mentiroso que me promete um animal perfeito do seu rebanho, mas oferece em sacrifício um animal defeituoso! Eu sou o Rei poderoso, e todas as nações me honram. Eu, o SENHOR Todo-Poderoso, estou falando." (Malaquias 1:14)
6) Maldito seja o mentiroso. O que pode fazer melhor e não faz é um maldito mentiroso. Deixe-me fazer apenas uma observação: para alguns talentosos, o mal-feito ainda fica bom e recebe elogios. Assim, o maldito mentiroso continua alimentado a sua preguiça achando que Deus também faz parte da multidão que o aplaude. Um recado para esse super-talentoso: você é um maldito mentiroso. Faça melhor e pare de enganar a si mesmo.

Se eu tenho condições de oferecer a Deus uma adoração melhor, maldito sou se oferecer a Ele qualquer coisa que não seja o melhor.

Concluindo: Essa é uma das mensagens mais fortes da Bíblia. Poucos pregadores falam sobre isso (preferem usar Malaquias pra falar do dízimo). Eu suspeito que a falta de Malaquias 1 nos púlpitos tem uma explicação: atinge a todos inclusive (e especialmente) ao pregador. Não foi gostoso escrever essa mensagem, muito menos pregar esse sermão. Mas eu quero ir para o céu, e os mentirosos não entrarão lá.

Pr. Isaac Malheiros Meira (via Adoração Adventista)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...