quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Catador devolve US$ 1,4 mil encontrados no lixo - Você devolveria?


O catador de materiais recicláveis João Rodrigues Cerqueira devolveu nesta terça-feira (20) US$ 1,4 mil achados em meio ao lixo no Distrito Federal. O dinheiro havia sido descartado por engano por uma criança, que não sabia que ele estava dentro de um papel que encontrou enrolado no console do carro do fonoaudiólogo Bruno Temistocles. O homem havia comprado os dólares na última sexta por cerca de R$ 5 mil, para usá-los em uma viagem para a Europa.

Depois de descobrir que a quantia havia sido perdida, Temistocles chegou a encontrar o caminhão responsável pela coleta e ir à cooperativa, que funciona na Estrutural, mas não encontrou o pacote. Mesmo assim, deixou o contato no local. Ele conta que ainda não acredita ter conseguido o dinheiro de volta. O descarte foi feito pelo cunhado dele, que tem 7 anos. “Na hora que ele [o catador] me ligou falando que tinha encontrado, nossa, eu fiquei muito feliz assim”, diz. “[Fui à cooperativa e] comecei a procurar no desespero. Fiquei de umas 18h30 até 22h procurando e não consegui achar.”

O catador afirma que, depois de saber que uma pessoa procurava dinheiro perdido, ficou mais atento ao trabalho. A surpresa aconteceu na manhã desta terça, quando ele encontrou o montante. Funcionário há seis meses da cooperativa, o jovem de 20 anos ganha R$ 600 por mês com o trabalho. Cerqueira mora na Chácara Santa Luzia, invasão que há anos cresce entre a Estrutural e o Parque Nacional de Brasília, com a mulher e a filha, de dez meses. Ele recebeu o apoio da família pela atitude. O catador e a mulher passam por dificuldades, mas o homem afirmou que mesmo assim não cogitou ficar com os dólares. “Esse dinheiro dava para pagar minhas contas, arrumar meu barraco, mas uma vez Deus vai abençoar”, declarou. (Com informações de G1)



Nota: Agora é preciso que reflitamos a respeito da seguinte questão: Qual seria a nossa atitude se estivéssemos no lugar deste rapaz? Lançaríamos mão da honestidade ou faríamos o contrário? Os princípios cristãos prevaleceriam naquele momento tentador? Creio que estas perguntas confrontam a muitos de nós. São nessas horas que provamos até onde valorizamos nossas convicções, assim como aconteceu com João Cerqueira; até que ponto a Palavra é importante em nosso dia a dia. 

O Evangelho nos ensina que: se não o fizermos o bem, estaremos cometendo pecado (Tg 4:17); que Deus abençoará aqueles que procederem com honestidade (Pv 10:3); que a honestidade também faz parte de dois mandamentos (Êx 20:15-16); que as riquezas que forem ganhas desonestamente não duram (Pv 21:6). Vejamos alguns conselhos que Ellen G. White nos deixou sobre esse assunto:

"A honestidade deve caracterizar cada ato de nossa vida." (Conselhos Sobre Mordomia, p. 142)

"Os que não vencem nas pequeninas coisas não terão força moral para resistir as tentações maiores. Todos os que procuram fazer da honestidade o princípio dominante nos assuntos diários da vida, necessitam estar em guarda para que não cobicem nenhuma “prata, nem ouro, nem vestes”. Enquanto estiverem contentes com o alimento e o vestuário apropriados, considerarão um problema fácil guardar o coração e as mãos do vício da cobiça e desonestidade." (Conselhos sobre Saúde, 410)

"Melhor é consentir em perder alguma coisa no sentido financeiro, do que lucrar algum dinheiro por meio de astúcia." (Filhos e Filhas de Deus, p. 185)

"Nenhum homem desonesto para com Deus ou seus semelhantes pode realmente prosperar." (Conselhos sobre Mordomia, p. 48)

"Às vezes, um impulso natural pode trazer a tentação de vos desviardes do trilho reto da honestidade, mas não varieis nem um fio de cabelo sequer. " (Conselhos para a Igreja, p. 84)

"A maior necessidade do mundo é a de homens – homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus." (Educação, p. 57)

Que Deus nos ajude, e que possamos ser fiéis e honestos em todos os aspectos de nossas vidas.

Atualizando: Leia mais um lance desta emocionante história em "Gabriel, O Pensador doa R$ 10 mil a catador que achou US$ 1,4 mil no lixo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...